Home > Agricultura > FAMÍLIAS DO ASSENTAMENTO CASCATA DE SARANDI RECEBEM TITULAÇÃO DE TERRA

FAMÍLIAS DO ASSENTAMENTO CASCATA DE SARANDI RECEBEM TITULAÇÃO DE TERRA

No último sábado (17/08), um ato de assinatura de titulação de posse de terra do Reassentamento Cascata, de Sarandi, marcou a vida de muitas famílias. Um final feliz na história dos assentados, que há anos lutam pelo direito a terra. As titulações foram assinadas pelo secretário Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, como representante do governo do Estado. O ato contou ainda com a presença do presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri, e lideranças do município de Sarandi.

O Projeto Estadual de Reassentamento Cascata é composto de 22 famílias. No sábado, 20 famílias receberam a titulação definitiva de posse da terra. Essas famílias são oriundas da área indígena do Toldo da Serrinha, que abrange os municípios de Constantina, Ronda Alta, Engenho Velho e Três Palmeiras. Com a desapropriação dessas famílias, em meados de 2000, o reassentamento deste grupo aconteceu por volta de 2005, mas a titulação de posse de terra, documento que assegura o território a essas famílias, só saiu este ano. A Emater/RS-Ascar fez parte dessa caminhada e sempre acompanhou as famílias, realizando o trabalho de Assistência Técnica e colaborando durante todo o processo que culminou na titulação de posse das terras.

Representando o Assentamento Cascata, o agricultor Gil Pedro Mari, falou sobre a conquista da terra e a importância desse ato, que simboliza a vitória das inúmeras famílias assentadas. “Completou 18 anos desde que nós saímos das nossas terras. Foram muitos anos de luta para conseguir esse documento. E isso, pra nós, é muito importante. É uma forma de valorizar aqueles que produzem os alimentos para a população consumir, o pequeno produtor. Estamos aqui hoje pegando um pedacinho de terra, que não é muito, são 12, 15, 20 hectares, mas pra nós isso é tudo. Nós não precisamos mais que isso pra viver com nossa família e trabalhar para produzir alimento para a população. Agradecemos a todos que, desde o início, nos ajudaram para chegar até aqui”, comentou emocionado o agricultor Gil Pedro.

O presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri, ressaltou a alegria de participar do ato e presenciar a conclusão desse processo tão importante para as famílias. “É uma alegria muito grande estar aqui, representando a Emater/RS, neste ato tão importante. É o momento de valorização das pessoas que lutaram por esse momento, para que as famílias tivessem a sua propriedade, a segurança jurídica da sua terra, para que possam seguir suas vidas. Esse ato representa também o trabalho desenvolvido pela Emater/RS, que não mediu esforços para contribuir com as famílias, orientando e colaborando com a documentação, passando junto com elas cada etapa do processo. Esse é um compromisso da Emater/RS. É isso que nós nos determinamos a fazer, colocar em prática as políticas públicas estaduais que vem como solicitação da Secretaria Estadual da Agricultura e também trabalhar para desenvolver as vocações municipais, locais. Esse é o trabalho da Emater/RS e a importância da nossa Instituição nós sentimos lá na ponta, junto às famílias e municípios, em momentos como esse”.

Para o secretário Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, esse ato marca não apenas a história dessas famílias, mas também faz lembrar de outras inúmeras famílias que estão lutando para conquistar seu direito a terra. “Esse momento é como uma retribuição a toda essa história que vocês passaram. Há muitas outras famílias que estão passando pela mesma situação, por isso nós continuamos trabalhando. Deixo aqui a minha homenagem a essas 20 famílias que receberão a titulação hoje. Estou muito feliz de estar aqui com vocês. Agora vocês terão mais segurança, os filhos de vocês também terão mais segurança, a garantia da terra. Agradecemos a vocês que nunca perderam as esperanças e continuaram lutando e agora, com toda essa segurança jurídica, terão também um crescimento muito grande como agricultores. Nosso agradecimento também à Emater/RS. Sabemos do importante trabalho que ela faz no dia a dia e, por isso, cada vez mais queremos fortalecer essa Instituição”, reafirmou Covatti Filho.

O prefeito de Sarandi, Leonir Cardoso, o vice-prefeito, Glauber Kunzler, os gerentes do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Frederico Westphalen, Luciano Schwerz e Cleomar Antonio de Bona, o vereador Claudinor Lorini, e a representante do Tabelionato de Notas de Sarandi, Joana Salvatori, também participaram do ato.

Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar – Regional de Frederico Westphalen

Jornalista Marcela Buzatto