Home > Agricultura > Emater/RS-Ascar promove capacitação sobre rastreabilidade de produtos vegetais em Sarandi

Emater/RS-Ascar promove capacitação sobre rastreabilidade de produtos vegetais em Sarandi

Com o objetivo de informar e promover o debate entre os extensionistas rurais da Emater/RS-Ascar sobre o tema rastreamento de produtos vegetais, o Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Frederico Westphalen promoveu uma capacitação envolvendo essa temática. A atividade foi realizada na semana passada, nas dependências do Centro de Ensino Superior Riograndense (Cesurg), em Sarandi, e reuniu extensionistas de 20 municípios da região.

“A nossa intenção ao realizar essa atividade foi debater e realizar encaminhamentos em relação a Instrução Normativa Nº 02, emitidos pelo Mapa e Anvisa, de 28 de fevereiro/18, que instituiu a necessidade dos produtores, atravessadores, supermercados e outros membros da cadeia produtiva dos vegetais frescos (frutas, folhosas, legumes, raízes, tubérculos), utilizados para consumo humano, garantir a rastreabilidade destes produtos.

Esta Instrução Normativa permite o acompanhamento de todo o caminho percorrido por estes vegetais até chegar aos supermercados, fruteiras, feiras e demais pontos de comercialização, para que, caso a Anvisa encontre resíduos de agrotóxicos fora dos padrões permitidos, possa chegar até os responsáveis. Todos os membros da cadeia produtiva deverão garantir a rastreabilidade, que contém informações sobre os produtores e os compradores, nome, endereço, espécie, variedade, data de colheita, número do lote e endereço”, explicou o assistente técnico regional de Recursos Naturais da Emater/RS-Ascar, Carlos Roberto Olczevski.

Segundo ele, os produtores deverão registrar e guardar por um ano e meio os dados dos produtos que produziram e comercializaram, através de cadernos de campo, que deverão conter todos os dados dos produtos fitossanitários utilizados, como nome comercial, data da aplicação, carência, dosagem, volume de calda, entre outras informações. Os produtores também deverão anexar e guardar o receituário agronômico dos produtos utilizados e as notas fiscais de venda dos lotes.

A Agência de Desenvolvimento do Médio Alto Uruguai (Admau) atuou junto com a Emater/RS-Ascar na capacitação dos extensionistas de campo, apresentando o site da entidade como possível ferramenta de uso dos produtores para geração do caderno de campo, etiquetas com dados do produtor e do produto que devem ser coladas nas caixas, sacarias e outras embalagens de produtos vegetais frescos que são adquiridos por atravessadores e supermercados ou consumidores finais. O site da Admau também permitirá gerar QR Code (gerador de código), que possibilitará o acesso às informações sobre os produtos, a partir do uso de smartphones ou tablets.

O assistente técnico estadual em Olericultura da Emater/RS-Ascar, Gervásio Paulus, participou da capacitação. O gerente adjunto Regional da Emater/RS-Ascar de Frederico Westphalen, Mario Coelho da Silva, e o supervisor, Leonir Bonavigo, também acompanharam a atividade.

 

Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar – Regional de Frederico Westphalen

Jornalista Marcela Buzatto