Home > Slides > Rio Grande do Sul terá Seminário Nacional de Trânsito

Rio Grande do Sul terá Seminário Nacional de Trânsito

O Salão de Atos da Ufrgs vai sediar, no próximo dia 25, grandes debates sobre mobilidade sustentável, segurança e educação para o trânsito. O Seminário Nacional de Trânsito vai trazer teoria e prática buscando inspirar os participantes com ações transformadoras que terão impacto na qualidade de vida do futuro. O evento, que marca o encerramento da Semana Nacional de Trânsito, é gratuito e aberto ao público. As inscrições já podem ser feitas no site.
Serão cinco horas de debates, envolvendo órgãos de trânsito, da área da saúde e da academia. A ideia é reunir gestores, formadores de opinião, estudiosos e outros interessados em repensar o trânsito e a mobilidade no país.
Na parte da manhã, Christiane Nodari, do Núcleo Interdisciplinar de Estudos de Trânsito da Ufrgs, abre os trabalhos com a palestra A interdisciplinaridade como vetor de mudança no trânsito, dando o tom do evento. Também palestram Cheila de Lima, do Ministério da Saúde, falando sobre políticas baseadas em evidências, e Danielle Hoppe, do Instituto de Políticas de Transporte & Desenvolvimento, abordando a mobilidade urbana sustentável. O presidente do Conselho Estadual de Trânsito Luiz Noé e o inspetor João Francisco Oliveira, da PRF, falam, ainda, sobre o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito.
Na parte da tarde, o evento vai para o segundo andar do Centro Cultural da Ufrgs (ex- Instituto de Química), onde será dividido em três painéis: Educação para a Mobilidade, Esforço Legal no Trânsito, Planejamento e Segurança Viária. Os painéis apresentarão boas práticas em cada área, trazendo palestrantes de dez instituições do estado. Entre os cases apresentados estão o programa Motociclista Seguro, do Projeto Vida no Trânsito, os estudos com o drogômetro do Hospital de Clínicas da Ufrgs, a Balada Segura do DetranRS e municípios e o Festival Temático de Trânsito, da PRF.
O Seminário Nacional de Trânsito é uma promoção da Ufrgs, por meio da Pró- Reitoria de Extensão e Nuitran (Nucleo de Estudos Interdisciplinares de Trânsito); do governo estadual, por meio do DetranRS e DAER; da Prefeitura de Porto Alegre, por meio da EPTC, Secretaria Municipal da Saúde e Projeto Vida no Trânsito; e da Polícia Rodoviária Federal.

Texto: Mariana Tochetto
Edição: Léa Aragón/ Secom