Home > Agricultura > Agricultura familiar pede apoio para diminuir prejuízos da greve dos caminhoneiros

Agricultura familiar pede apoio para diminuir prejuízos da greve dos caminhoneiros

A Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) recebeu uma pauta de reivindicações emergencial para diminuir as perdas da agricultura familiar decorrentes da paralisação dos caminhoneiros.

O secretário da SDR, Tarcisio Minetto, recebeu nesta sexta-feira (8) comitiva da Fetraf-RS, liderada pelo coordenador Rui Valença. Conforme documento entregue pela entidade à SDR, a paralisação nacional dos caminhoneiros e a não entrega de insumos e medicamentos nas propriedades ocasionou redução de alimentação, perda de peso ou morte de animais. Como resultado, houve comprometimento da produção pela impossibilidade entregar leite, suínos, aves e hortigranjeiros ao mercado consumidor, obrigando os agricultores a descartar produtos e sofrendo perda de renda.

A Fetraf solicitou anistia imediata ao pagamento de sementes obtidas por meio do programa Troca-Troca de Sementes, destinação de crédito alimentar de R$ 10 mil às famílias prejudicadas e escolta para entrega de insumos, produtos e medicamentos nas propriedades.

Conforme o secretário Minetto, o governo do Estado vai analisar as possibilidades de atender à pauta entregue pela Fetraf e outras organizações representativas da agricultura familiar do Rio Grande do Sul.

Também participaram do encontro o secretário adjunto da SDR, Claudemir Locatelli; o chefe de gabinete, Osmar Redin; a diretora adjunta do Departamento de Agricultura Familiar e Agroindústria, Emanuelle Cavazini Magiero.

Texto: Itamar Pelizzaro/ Ascom SDR
Edição: Léa Aragón/ Secom