Home > Saúde > Saúde mental em debate na URI

Saúde mental em debate na URI

As intervenções em situações de urgência e emergência em casos de surto, epilepsia e ideação suicida foram os temas do minicurso realizado nesta terça-feira, 07, pelo curso de Psicologia e o Departamento de Ciências Humanas da URI/FW.

O evento reuniu centenas de acadêmicos e profissionais das áreas de saúde que acompanharam a palestra da psicóloga Dr.ª Károl Veiga Cabral, no Auditório do Câmpus I.

Em entrevista exclusiva à URI/FW, a palestrante falou sobre a relevância do tema.

“A saúde mental é uma disciplina que vem crescendo ao longo dos anos, mas ela tem uma história, como todas as disciplinas. No início da história da saúde mental, ela estava confinada no espaço do hospital, do manicômio, do hospital psiquiátrico. Então o resto da sociedade não tinha contato com a questão da saúde mental. E não era visto como saúde, era visto como doença mental. A ideia era tratar, curar e devolver. Faliu este processo”, explica a Károl.

Ela comenta que depois disso veio o processo da reforma psiquiátrica, da qual o RS é pioneiro, tendo uma lei estadual de nº 9.716, desde 1992, que determina uma rede substitutiva de serviços.

“Com a lei, a pessoa vai ser tratada na sociedade. Perto de onde ela mora, na unidade básica de saúde. Ela vai poder frequentar a Universidade. Enfim, ela vai levar uma vida o mais normal possível. E com isso surgiu uma necessidade entre os profissionais da rede, de terem ferramenta, terem um aprendizado sobre como fazer no caso de uma crise”, a firma a psicóloga orientou o minicurso sobre a atuação dos profissionais sem que estes corram riscos de ferir os pacientes ou se ferir na tentativa de atendimento.
Confira AQUI a entevista da palestrante sobre a temática.