Home > Clientes > Dicas de Saúde Bucal

Dicas de Saúde Bucal

Sorria com saúde!

É necessário ter saúde bucal para ter qualidade de vida. A prevenção das doenças bucais irá levar à prevenção da maioria das doenças não transmissíveis (cardiopatias, diabetes, obesidade, etc.), pois estas têm fatores de risco comuns; sendo o consumo excessivo de açúcar o principal deles.Prevenir é mais simples do que você imagina. Basta se educar!!

Importância de uma dentição saudável

Mau hálito, dentes feios e estragados, dor de dente e gengivas inflamadas são problemas extremamente prejudiciais ao nosso bem-estar e ao nosso relacionamento com as demais pessoas.

As Doenças Bucais mais comuns são a Doença Cárie e a Doença Gengival, que provocam prejuízos consideráveis à saúde geral, atuando como focos permanentes de infecção. A Doença Cárie estraga os dentes e prejudica a imagem, pois o sorriso é o nosso “Cartão de Visitas”. Dentes saudáveis contribuem para uma boa digestão, manutenção da saúde do corpo, e ainda trazem outros benefícios importantes:

• Boa pronúncia
• Bom hálito
• Contribui para uma vida profissional de sucesso
• Economia
• Favorece o relacionamento social
• Evita problemas ortodônticos
• Bem-estar geral

O ataque da placa bacteriana

A Placa Bacteriana é uma camada viscosa e esbranquiçada, composta por colônias de bactérias, que diariamente se formam sobre nossos dentes a partir de restos de alimentos, principalmente o açúcar. Ela produz ácidos que destroem o esmalte dental causando a cárie; e toxinas, que atacam as gengivas causando as doenças gengivais.

Bactéria + Açúcares = Produção de Ácidos e Toxinas

Evolução da doença cárie

As bactérias aderidas aos dentes produzem ácidos que:

1 Dissolvem o esmalte;
2 A cavidade vai aumentando e os ácidos dissolvem também a dentina;
3 A cárie atinge a polpa, infectando-a;
4 A infecção pode levar a formação de um abscesso e perda do dente.

O dente não é só osso

O dente não é um “pedaço de osso”, mas um órgão vivo, alimentado por meio do sangue e composto de várias estruturas.

Como escovar os dentes

Escovar os dentes pelo menos 4 vezes ao dia deixa os dentes fortes e ajuda manter as gengivas saudáveis.

• Crianças

A criança deve adquirir o hábito de escovar os dentes desde cedo. Comece a escovar seus dentes na frente da criança e presenteie-a com uma escova.

Entre 2 e 7 anos de idade, é importante o auxílio dos pais. De pé, atrás da criança, com a mão esquerda afaste os lábios e bochechas, e com a direita escove os lados dos dentes em movimento circular e a parte que mastiga com movimento de vai e vem. Crianças com mais de 7 anos devem manter os dentes cerrados e escová-los fazendo movimentos circulares nos lados dos dentes. Escovar a parte que mastiga com movimento de vai e vem.

Após 14 anos, deve ser utilizada a técnica recomendada para adultos.

• Adultos

Mova a escova com movimentos de vai e vem de varredura, de cima para baixo superiores) e de baixo para cima (inferiores), aplicando pequena pressão.
Para limpar as superfícies internas dos dentes anteriores, colocar a escova dental
em posição vertical (atravessada em relação aos dentes).

Não se esqueça de escovar também a língua.

Fio dental – uma questão de hábito

O fio dental remove a placa bacteriana e os resíduos alimentares daqueles lugares onde a escova não alcança. O uso do fio dental é fundamental, pois é aí, entre os dentes, que a cárie e as doenças gengivais se manifestam.

Açúcar: o maior inimigo dos dentes

• Limite o consumo de dieta açucarada;
• Faça sempre a higiene bucal após
a ingestão de alimentos açucarados;
• Procure comer doces após as principais refeições, quando existe bastante saliva na boca, facilitando a remoção das partículas de açúcar e diluindo os ácidos das bactérias.

Flúor a melhor defesa

O uso do flúor é muito importante. Ele é um elemento valioso para prevenção
de cáries, tanto em crianças como em adultos. O flúor reduz a dissolução do esmalte e da dentina pelos ácidos das bactérias e ajuda a saliva a proteger os dentes, tornando-os mais fortes e resistentes ao desenvolvimento de cáries. Crianças devem usar pequenas quantidades de creme dental e nunca devem ingeri-lo, pois o excesso de produtos contendo flúor pode ter efeito tóxico.